Arquivo da tag: Sopas

Vichyssoise: quente ou frio, esse creme de alho-poró com batata é espetacular! Perfeito para o frio!

Luninha arrancou o ciso na semana passada (aliás, por que alguém faz isso?!). Com a boca inchada, sua dieta tinha de ser baseada em qualquer coisa fria ou gelada. Sorvete é ótimo, mas vai comer por três dias seguidos. Então lá fui eu para a cozinha fazer uma sopinha gelada. A primeira que me veio na cabeça foi Gazpacho, mas ela não é fã de pimentão e pepino. Então parti para uma Vichyssoise, que nada mais é do que um creme delicioso a base de batata e alho-poró. Vale ressaltar que apesar da tradição mandar servir fria, ela pode perfeitamente ser consumida bem quentinha com uma taça de vinho para amenizar o friozinho dos últimos dias.

20130823_214819

Como nunca havia feito, fui procurar uma receita para ter como base e achei a da Nina, na Avenida Brasil. Obviamente fiz uma mudança aqui e outra ali. Então vamos aos ingredientes: 2 talos de alho-poró cortados em rodela, 1 cebola, 2 batatas grandes em cubos, 2 colheres de sopa de manteiga, 1 litro de caldo de frango, 150ml de creme de leite fresco, sal, pimenta do reino, noz moscada (uma pitada) e ciboulete picadinha para decorar.

20130823_155516

Em uma panela em fogo médio, refogue na manteiga com um pingo de azeite a cebola e o alho poró. Tempere com sal e pimenta e tenha paciência. Você quer deixá-los transparentes e murchinhos e não dourados. No fim da receita o objetivo é ter um creme quase branco. Depois de mais ou menos 15 minutos fica pronto.

20130823_161520 20130823_162131

Entre com as batatas e o caldo de frango. Aumente o fogo e espere ferver. Em seguida, abaixe e espere as batatas ficarem cozidas. O tempo varia em função do fogão.

20130823_162358

Feito isso, bata tudo no liquidificador até o creme ficar bem liso. Volte ao fogo baixo, junte o creme de leite FRESCO, a noz moscada e mexa até incorporar.

20130823_214004 20130823_214309

Está pronto. Sirva em um bowl ou no prato com mais uma colher do creme de leite e a cebolinha picada por cima. Espetacular. Quente ou fria, vale muito a pena fazer essa sopinha. Luna aprovou gelada e a Dona Cavalierona aprovou quente. Ou seja, acho mesmo que deu certo!

20130823_214837

Dúvidas ou considerações é só deixar no comentário ou mandar via Twitter ou Instagram (@GastroEsporte), ou melhor ainda, vai lá na página do Facebook e escreve por lá! Beijos e abraços em todos!

Ps: Para quem não viu ainda, meus pitacos no PImenta e Limão, da comadre Nanda. Clique aqui e veja “Um livro, um filme e uma música” por mim!

Anúncios

Fim das férias! E um pedaço de Paris na sua casa. Aprenda a tradicional Sopa de Cebola: simples e fácil de fazer!

Como os amigos e amigas que acompanham o blog perceberam, passei minhas férias viajando pela Europa. Ao mesmo tempo que pude conhecer grandes restaurantes, novos ingredientes e obviamente me divertir demais, também tive a oportunidade de cozinhar um pouquinho. Especialmente em Paris, cidade em que passei mais tempo em um apartamento alugado. E por lá, em uma noite fria após andar bastante pelas encantadoras avenidas parisienses, resolvi de improviso fazer uma das mais famosas receitas francesas: a Soup a L’Oignon ou no bom português sopa de cebola.

Um bom tinto acompanhou a sopa perfeitamente no frio de Paris.. Aproveitem!

Um bom tinto acompanhou a sopa perfeitamente no frio de Paris.. Aproveitem!

Por que de improviso? Porque faltou aqui e ali um ou outro ingrediente na receita tradicional que você pode colocar quando fizer em casa. Ou então siga o meu jeito que com certeza absoluta vai ficar deliciosa. Vamos então aos ingredientes para duas pessoas com bastante fome.

700 gramas de cebolas fatiadas
Duas colheres de sopa de manteiga
Um fio de azeite
1 litro de caldo de galinha ou de legumes
Sal
Pimenta do reino
Uma taça de vinho branco
Fatias de pão tostadas
Queijo gruyere ralado (usei um comté espetacular que havia comprado)
Mostarda de Dijon

Tudo separado para a versão rápida da sopa de cebola clássica da França..

Tudo separado para a versão rápida da sopa de cebola clássica da França..

O que não coloquei que deveria ter colocado:
Uma colher de sopa cheia de farinha de trigo após o refogado inicial para engrossar a sopa.
Um bouquet garni (salsa, alecrim, tomilho e cebolinha amarrados em um barbante) durante o cozimento para ser retirado no fim.
Uma pimenta dedo de moça (mania de Troisgros), também no refogado.

Vamos ao modo de preparo. Descasque e fatie em meia lua as cebolas. Enquanto isso, coloque o caldo para aquecer em fogo baixo em outra panela. Aqueça o azeite e a manteiga e entre com apenas metade das cebolas. Se você colocar tudo, a panela irá esfriar rapidamente e as cebolas vão soltar muita água. Tempere com sal e pimenta.

Caldo aquecendo ao fundo e cebola iniciando o refogado na manteiga e azeite com sal e pimenta do reino..

Caldo aquecendo ao fundo e cebola iniciando o refogado na manteiga e azeite com sal e pimenta do reino..

Assim que começar a refogar, entre com o restante da cebola, mais um fio de azeite e um pouco de manteiga. Agora começa a paciência. Abaixe um pouco a chama do fogão e vá mexendo de vez em quando as cebolas. É para escurecer sem queimar, deixando com cor de caramelo. Enquanto vai chegando no ponto, corte o pão em fatias e coloque no forno para torrar. Aproveite também para ralar o queijo.

Com paciência e fogo baixo, a cebola vai caramelizando e ganhando este tom marrom..

Com paciência e fogo baixo, a cebola vai caramelizando e ganhando este tom marrom..

Com a cebola murcha e caramelizada, entre com o vinho branco e mexa para soltar o  fundo. Após alguns minutos você entra com o caldo aquecido, abaixa o fogo e cozinhe de 20 a 30 minutos.

Após o vinho, entre com o caldo, reduza o fogo e deixe cozinhar lentamente..

Após o vinho, entre com o caldo, reduza o fogo e deixe cozinhar lentamente..

Pegue as torradas e passe uma fina camada de mostarda. Após cozinhar, pegue tigelas individuais e coloque a sopa. Ou então, como meu apartamento não tinha, coloque em um grande pote que possa ir ao forno. Posicione as torradas besuntadas com mostarda por cima e cubra tudo com o queijo.

Após torrar os pães, passe uma leve camada de mostarda dijon e coloque-as por cima da sopa..

Após torrar os pães, passe uma leve camada de mostarda dijon e coloque-as por cima da sopa..

Cubra as torradas e a sopa com queijo ralado e leve ao forno alto para gratinar..

Cubra as torradas e a sopa com queijo ralado e leve ao forno alto para gratinar..

 

Após alguns minutos no forno bem quente, sua sopa estará perfeitamente gratinada e pronta para amenizar o frio. Sirva com um bom tinto e pronto! Perfeito para uma noite em Paris e também em qualquer lugar!

Após gratinar, a sopa está pronta para ser servida!

Após gratinar, a sopa está pronta para ser servida!

É isso, pessoal. O Gastronomia por Esporte está de volta! Espero que tenham sentido a minha falta assim como eu senti de escrever por aqui. E novidades estão por vir! Enquanto isso, sigam no Instagram (@GastroEsporte) e curtam a página no Facebook! Até a próxima!