Arquivo da tag: sobremesas

Mousse de Chocolate com Biscoito: tudo no liquidificador para o doce da minha infância.

A idade e a experiência naturalmente fazem com que os gostos fiquem refinados. Afinal de contas, ao longo dos anos você vai descobrindo produtos, explorando sabores, possibilidades… É inegável que um bom chocolate com alta concentração de cacau é bastante atrativo. O que dizer da uma bela ganache com o tom certo de amargor cobrindo um bolo, por exemplo? Mas em certos momentos o passado fala mais alto. Aquela época em que tudo que você queria era um doce rápido e com gosto de chocolate. E poucas sobremesas me deixavam mais feliz do que a mousse de chocolate com biscoito.

20140211_191740

São poucos ingredientes, e quase você já deve ter em casa, e o melhor: praticamente nenhum trabalho já que você vai precisar apenas de um liquidificador.

1 pacote de biscoito maizena
1 lata de creme de leite
3 ovos
8 colheres de sopa de Achocolatado
1 tablete de margarina

O primeiro passo é triturar o biscoito. Gosto do meio termo, então pego dois terços do pacote e bato até virar uma farinha. Os que sobraram eu bato na função pulsar para ficar pedaçudo e dar um pouco de textura. Feito isso, coloque em uma travessa.

20140211_153822

Agora é o creme de chocolate. O preparo? Colocar tudo no liquidificador e bater até ficar uma mistura homogênea. Em seguida é só despejar em cima do biscoito triturado e colocar na geladeira. Acabou. Está pronta.

20140211_154531 20140211_155104

Cada colherada vem repleta de lembranças daquela época em que as preocupações eram mínimas. É o tempo bom que não volta nunca mais. Mais informações sempre na página do Facebook, E no Instagram (@GastroEsporte)! Até a próxima!

Sorvete de cerveja? É isso aí. Confira os lançamentos da Sorvete Brasil com a cervejaria St. Gallen e beba de colher!

Stout, Wit, Lager, Pilsen, Ale, Tripel, IPA… Os estilos são inúmeros e a cultura da cerveja cresce cada vez mais no Brasil principalmente. Hoje é fácil achar pela cidade os mais variados tipos da bebida. Mas e sorvete? Isso realmente nunca tinha visto. Mas fui surpreendido pelos lançamentos da Sorvete Brasil em parceria com a St. Gallen. A linha inclui dois sabores. Mas na verdade acho que esta nem é a palavra que cabe. Na verdade são dois estilos, já que é impressionante como as características da St. Gallen Imperial Stout e da Therezópolis Rubine, esta uma Bock, estão intactas na bola do sorvete fabricado com elas.

20131219_180357

O processo de feitura é todo a frio. Com isso, o álcool presente na bebida não se perde durante as etapas. Para deixar ainda mais claro que a cerveja não é apenas um detalhe e sim a protagonista, para cada cinco litros do sorvete são utilizados quatro da bebida.

20131219_173626

Ou seja, de fato é um sorvete alcoólico. No stout, por exemplo, estão presentes de maneira intensa os aromas de café em função do malte tostado. É no mínimo curioso dar uma colherada e ter a sensação de que está se bebendo a cerveja encorpada e de espuma densa com 8% de graduação. Esta é apenas para os fãs do estilo. Os que não curtem creio que vão torcer o nariz.

20131219_174925

O sorvete com a Rubine como base é mais suave e tende a agradar um público maior. A Bock possui notas claras de caramelo e isso somente ajudou a deixar a criação mais leve, apesar de a graduação ser de 6,5%. A cor também é bonita, já que a cerveja tem um vermelho intenso.

20131219_174942

Os sabores podem ser encontrados nas lojas da Sorvete Brasil espalhadas pela cidade e custam R$ 9 a bola, assim como os demais sabores. Inicialmente, a novidade ficará em cartaz apenas no verão.

Você também pode provar na Vila St. Gallen, em Teresópolis, lugar que, por sinal, sou louco para conhecer. Lá elas não irão sair de cartaz se tornando parte do cardápio do restaurante da casa. Vale muito conferir e não se esqueçam: se beber, ou comer sorvete, vá de táxi! Até a próxima!

Mais informações sempre na página do Facebook, E no Instagram (@GastroEsporte)! Até a próxima!

Luiz? Sou mais o Brownie do Leleco. Receita prática para a sua sobremesa. Com ou sem lata é um veneno!

Não sou muito fã de fazer doces e isso não é novidade para quem acompanha o blog. Mas o camarada Leleco é especialista nesta arte e me ensinou uma receita prática e espetacular de Brownie. Aliás, o doce está cada vez mais em destaque. Além de brownerias e de versões em praticamente todos os restaurantes da cidade, temos ainda o popular Brownie do Luiz. É gostoso? Sim. Mas sou mais o do Leleco. Se você quiser pode até colocar dentro de uma lata depois só para ficar falando em veneno da lata.

20131205_174454

Mas chega de enrolação e vamos aos ingredientes:
– 200 gramas de chocolate meio amargo picado (o Leleco usa ao leite, mas eu mudei)
– 100 gramas de margarina
– 2 xícaras de açúcar
– 2 ovos
– 1 xícara e meia de farinha de trigo
– 1 pitada de sal
– 1 colher de chá de essência de baunilha

20131205_153928

Vamos lá. O primeiro passo é derreter o chocolate em banho maria (ou então no microondas). No meio do processo é só juntar a margarina e incorporar ao chocolate. Feito isso, reserve.

20131205_161304 20131205_161516

Com uma batedeira, bata os ovos com o açúcar até ficar esbranquiçado. Pode ser em velocidade alta. Em seguida entre com a farinha, o sal e a baunilha e mexa com uma espátula incorporando devagar.

20131205_161937 20131205_162650

Quando tudo estiver bem homogêneo junte o chocolate e sua massa estará pronta. É uma massa pesadinha mesmo, não é tão líquida quanto um bolo comum.

20131205_162743 20131205_163348

Unte com margarina e farinha uma forma retangular de 20 x 30 mais ou menos e despeje a massa. Coloque no forno pré aquecido a 180 graus para assar por mais ou menos 20 minutos. Ele formará uma casquinha deliciosa e ficará com o interior bem cremoso. Com uma bola de sorvete do lado fica o verdadeiro veneno. Com ou sem lata. Aí é com vocês!

20131205_171708 20131205_174503

Mais informações sempre na página do Facebook, E no Instagram (@GastroEsporte)! Até a próxima!

Boteco DOC: novidade muito agradável em Laranjeiras com hambúrgueres inesquecíveis!

Laranjeiras vem ganhando cada vez mais boas opções para quem gosta de comer e beber bem. O Botero, que já falei aqui e aqui, foi um dos principais responsáveis por trazer o Mercadinho São José de volta ao cenário. Agora, o Boteco D.O.C. vem fazendo barulho quase em frente à Paróquia Cristo Redentor. Comandado por Gabriel Carvalho, a casa inaugurada há pouco mais de um mês vem fazendo sucesso com seu cardápio bem feito, boa atmosfera e cervejas geladas.

20130810_191343

O pequeno salão é bem decorado e convidativo. As opções do curto, porém eficiente cardápio, estão em sua maioria na parede. Chegamos em um fim de tarde com iluminação perfeita. Quando ficou de noite, achei que tudo ficou um pouco escuro. Mas sem problemas. A calçada também é opção.

20130810_161332

Bebemos chope Noi (R$ 6,50), de Niterói, a encorpada Imperial (R$ 12) e Amstel Pulse (R$ 7,50). Para comer, iniciei a noite com o caldinho de Cassoulet (feijoada francesa a base de feijão branco). Bem temperado e com uma farofinha de panko e ervas que dava um toque especial (R$ 9).

20130810_162124

Os pastéis estavam impecáveis. São duas opções extremamente bem feitas. A primeira de queijo com confit de cebola roxa que dava adocicado perfeito para balancear a pedida. Já o de carne fugia ainda mais do comum. O recheio era um delicioso e encorpado Boeuf Bourguignon (R$ 4,50 cada). Para acompanhar um mel de tomilho bem saboroso.

20130810_162459

Mas a estrela da noite foi na verdade um trio. Os mini hambúrgueres estavam impecavelmente bem feitos. Suculentos e rosados por dentro, vinham em um saboroso pãozinho. Na parte de baixo um ketchup caseiro que mais lembrava um bom molho de tomate. A parte de cima vinha torradinha na frigideira com manteiga. Estava tão bom que comi separadamente. A carne vem coroada ainda com cheddar e compota de cebola (R$ 14 – preço incrível).

20130810_163721

Pedimos ainda uma porção de Iscas de Polvo à Provençal (R$ 28,50). Macio, estava no ponto certo e vinha acompanhado de batata, alho, salsa e pimenta dedo de moça que dava o calorzinho necessário. Outro petisco/prato muito bem feito.

20130810_165553

As sobremesas também brilharam. Uma generosa porção de brigadeiro de colher quentinho e com um toque curioso e especial de gengibre (R$ 9). Já o salame de chocolate geladinho vinha coroado com uma calda quente (R$ 12).  Contraste gostoso.

20130810_180250_LLS 20130810_184910

Fiquei com vontade de provar os demais itens do cardápio, que para mim tem em seu diminuto tamanho o tiro certo. É melhor fazer as poucas opções de maneira impecável do que encher de coisas e se complicar. Saí de lá satisfeito e feliz com a nova opção. Vida longa ao DOC!

Dúvidas ou considerações é só deixar no comentário ou mandar via Twitter ou Instagram (@GastroEsporte), ou melhor ainda, vai lá na página do Facebook e escreve por lá! Beijos e abraços em todos!

Boteco DOC
– Rua das Laranjeiras – 486, Cosme Velho, Rio de Janeiro – RJ – (21) 3486-2550
Ter a sex, do meio-dia à meia-noite. Sáb, do meio-dia à 1h. Dom, do meio-dia às 21h.