Arquivo da tag: receitas com sobras

Arancini: um petisco perfeito para utilizar as sobras do risotto do dia anterior!

Na semana passada coloquei por aqui a receita do croquete de linguiça toscana. Uma maravilha, mas na verdade aquilo é impossível não ficar gostoso. Afinal de contas envolve linguiça, mostarda e fritura! Sei que a vibe de hoje em dia é aquela vida saudável de saladas, alimentos sem glúten, sem lactose… Mas não adianta. Quando chega aquele petisco crocante e saboroso tudo isso vai embora. Então vamos a mais um bolinho que pelos ingredientes você vai ver que é impossível não ficar espetacular. Estamos falando do Arancini, ou bolinho de risotto.

1011017_660989167296709_55726048_n

Comum na região da Sicília, onde foi criado no século X, é uma maneira perfeita para aproveitar as sobras do risotto que você comeu no jantar na noite anterior. Não lembra como faz o risotto? Clique aqui e aqui para relembrar duas opções que podem ficar perfeitas no seu Arancini. Feito isso, os demais ingredientes são: mussarela e tomilho para o recheio, e os itens para empanar: farinha de trigo, ovo e farinha de rosca.

20140208_142744 20140208_161159

O risotto que sobrou aqui em casa foi de açafrão. Com ele gelado, fundamental para facilitar a modelagem do bolinho, coloque na sua mão, preencha com um pouco da mistura de queijo e tomilho, pegue mais um pouco do arroz e forme o seu petisco. Feito isso, faça o empanado passando primeiro na farinha de trigo, depois no ovo e por último na farinha de rosca. Em seguida é só fritar em óleo bem quente.

20140208_161243

20140208_161435 20140208_163357 20140208_165836

Fácil, rápido e perfeito para abrir os trabalhos no seu fim de semana seja com uma cerveja bem gelada ou com uma boa taça de vinho. A cremosidade e o sabor do risoto se tornam crocantes. E o queijo derretido no meio é simplesmente fantástico.

20140208_170507

Não tem porque não fazer! Mais informações sempre na página do Facebook, E no Instagram (@GastroEsporte)! Até a próxima!

Anúncios

Bolinho de Arroz: petisco perfeito para fazer com as sobras e acompanhar uma cerveja gelada!

No último fim de semana, o batizado da minha sobrinha, a pequena Clara, foi celebrado com uma feijoada. Ao perceber as sobras na geladeira, vi uma grande panela com arroz branco já cozido. Na hora veio na cabeça a ideia de como aproveitar sem deixar tudo aquilo estragar: Bolinho de Arroz. Na boa, quem não curte esse petisco maravilhoso de preferência acompanhando uma gelada? Então anota aí que a receita é molezinha!

20130723_113009

Você vai precisar de: duas xícaras de arroz branco já cozido, uma cebola picada e refogada (para dar um gostinho adocicado), meia xícara de salsa picada, dois ovos, uma xícara de farinha de trigo, seis colheres de sopa de parmesão ralado e 180 gramas de calabresa picada (este é opcional.. se você é vegetariano pode cortar) além de óleo para fritar. 

20130723_110724

Com tudo separado não tem muito mistério. Em uma vasilha grande basta misturar bem. Comecei com o arroz, a farinha e os ovos. Depois de integrar tudo entrei com os demais ingredientes. Tempere com sal e pimenta do reino e termine de misturar.

20130723_110916 20130723_111236 20130723_111705

Feito isso dê o formato que você quiser enquanto o óleo esquenta. Pode ser redondo cônico… Eu fiz em formato de quenelle moldando com duas colheres. Depois é só fritar até ficar dourado. Perfeito com a cervejinha! Prático não? Até a próxima!

20130723_111925 20130723_112955

Dúvidas ou considerações é só deixar no comentário ou mandar via Twitter ou Instagram (@GastroEsporte), ou melhor ainda, vai lá na página do Facebook e escreve por lá! Beijos e abraços em todos!

Falso Arroz Carreteiro: maneira perfeita de utilizar as sobras do churrasco do fim de semana!

Na semana passada postei aqui uma boa receita de arroz de forno, perfeito para fazer com aquelas sobras de frango assado. Agora, seguindo a mesma linha, a dica é para fazer um falso arroz carreteiro (os gaúchos que me perdoem). Portanto, nada de charque. A sobra da vez são as carnes e as linguiças que ninguém aguentou comer no fim do churrasco que você fez no domingão. Os demais ingredientes e o processo lembram e muito o próprio arroz de forno já citado acima.

Fiozinho de azeite e seu prato está pronto para comer... Molhadinho e delicioso este rápido carreteiro!

Fiozinho de azeite e seu prato está pronto para comer… Molhadinho e delicioso este rápido carreteiro!

Você vai precisar da carne já assada que sobrou picada em cubos. No meu caso sobraram algumas linguiças que foram cortadas em rodelas. Pode usar calabresa caso não tenha sobrado nada. Além das carnes, usei duas cebolas cortadas em meia lua, cinco dentes de alho picados, uma pimenta dedo de moça bem picadinha sem as sementes e uma lata de tomate pelado (novamente pode usar polpa ou molho pronto). Novamente não tinha salsa na geladeira, mas cabe muito aqui. Usei um pouquinho de ciboulette da horta só para finalizar. Na hora, como vocês vão ver abaixo, resolvi flambar com cachaça, mas é opcional.

Tudo que você precisa: as sobras, duas cebolas, alho, tomate, dedo de moça... Tudo bem organizado..

Tudo que você precisa: as sobras, duas cebolas, alho, tomate, dedo de moça… Tudo bem organizado..

Como disse, o processo é parecido. Refogue o alho, a cebola e a pimenta dedo de moça em azeite até ficar bem dourado. O fogo é médio, tenha paciência. Tempere com sal e pimenta do reino, mas cuidado porque a carne que sobrou do churrasco teoricamente já está salgada.

O início do refogado: azeite, alho, cebola e a dedo de moça.. Fogo médio e paciência..

O início do refogado: azeite, alho, cebola e a dedo de moça.. Fogo médio e paciência..

Dez, quinze minutos depois, o refogado já pegou cor e a receita pode seguir em frente..

Dez, quinze minutos depois, o refogado já pegou cor e a receita pode seguir em frente..

Ficou dourado, entre com as carnes e siga mexendo para soltar gordura e sabor.

Como já estavam cozidas, a carne e a linguiça entram depois para não ficarem muito cozidas...

Como já estavam cozidas, a carne e a linguiça entram depois para não ficarem muito cozidas…

Neste ponto entrei veio o item completamente opcional que resolvi colocar. Uma dose de cachaça que foi flambada. Cuidado por favor!!!!

Flambar com cachaça é algo opcional.. Não havia planejado, mas resolvi fazer e ficou gostoso...

Flambar com cachaça é algo opcional.. Não havia planejado, mas resolvi fazer e ficou gostoso…

Evaporou o álcool? Chegou a hora do tomate. Novamente pique os inteiros com a própria colher de pau. Entre também com uma pitada de açúcar que vai quebrar a acidez.

Entre com a lata de tomates pelados, uma pitada de açúcar e deixe apurar...

Entre com a lata de tomates pelados, uma pitada de açúcar e deixe apurar…

Depois é a hora do arroz já cozido. E, se você tiver, a salsa. Mexa bem incorporando todo o molho. Está pronto. Praticidade total e uso sábio de tudo que sobrou na sua geladeira. O churrasco de ontem virou um almoço perfeito no dia seguinte! Tinha um pouquinho de ciboulete ainda na minha horta e usei para a decoração.

Hora de misturar o arroz já cozido e seu prato está praticamente pronto!

Hora de misturar o arroz já cozido e seu prato está praticamente pronto!

Com ele bem misturado, entre com alguma erva e o falso carreteiro está pronto!

Com ele bem misturado, entre com alguma erva e o falso carreteiro está pronto!

Feito isso é só servir. Como disse, os gaúchos podem torcer o nariz, mas fica delicioso e é de uma praticidade incrível. Mais informações, como vocês já sabem, sempre no Twitter e no Instagram (@GastroEsporte). Até a próxima! Beijos em todos! Ah! Lembrando que agora o Gastronomia por Esporte também está no Facebook! Cliquem e curtam a página! Por lá vocês vão conferir todas as novidades do blog! http://www.facebook.com/gastroesporte

Arroz de Forno.. Receita rápida, tradicional e feita com o que sobrou na geladeira! Perfeita!

Comprou aquele frango de padaria gostoso e não comeu todo? Normal… Aí no dia seguinte você olha também aquele arroz que sobrou e pensa: fazer o que? Simples. Junta os dois, mais uma coisinha e outra e está pronto rapidinho um belo arroz de forno. Receita prática, gostosa e muito tradicional! Então vamos lá. Separe tudo e aproveite a dica.

Após gratinar no forno, seu arroz está 100% pronto. Refeição feita com tudo que você tem em casa!

Após gratinar no forno, seu arroz está 100% pronto. Refeição feita com tudo que você tem em casa!

Quantidades mais uma vez são subjetivas. Usei uma cebola média picada, três dentes de alho, uma lata de milho, uma lata de tomate pelado (pode usar molho ou polpa, mas o tomate em lata é melhor), ciboulette porque não tinha salsinha em casa e uma linguiça calabresa (opcional, mas quase que fundamental). O resto foram as sobras: um peito de frango assado desfiado e arroz já cozido (neste caso tinha sido cozido com uma cenoura, mas não é necessária para a receita).

Mise en place formado.. sobras do frango, do arroz e mais os outros ingredientes.. Muito simples...

Mise en place formado.. sobras do frango, do arroz e mais os outros ingredientes.. Muito simples…

O preparo é moleza. Fio de azeite e linguiça cortada em fatias. Quando começar a soltar a gordura, entre com o alho e a cebola (caso não opte pela linguiça, comece direto com o alho e a cebola). Refogue até ficar bem dourado.

O primeiro passo é entrar só com a linguiça.. Soltou gordura jogue o alho e a cebola picados...

O primeiro passo é entrar só com a linguiça.. Soltou gordura jogue o alho e a cebola picados…

Após refogar bem, sempre mexendo e em fogo médio.. O objetivo é deixar tudo bem dourado e caramelizado..

Após refogar bem, sempre mexendo e em fogo médio.. O objetivo é deixar tudo bem dourado e caramelizado..

Em seguida entre com o tomate. Ah! Sempre temperando com uma pitada de sal e pimenta do reino. Coloquei também após os tomates uma pitada de açúcar para quebrar a acidez. Parta eles com a própria colher de pau. São macios e ficam ainda mais com o calor da panela.

Após tudo dourado, Entre com os tomates pelados e com a própria colher de pau vá despedaçando..

Após tudo dourado, Entre com os tomates pelados e com a própria colher de pau vá despedaçando..

Ferveu, apurou, entre com os demais ingredientes: frango, milho e as ervas (salsa, ciboluette ou cebolinha). Já está na fase final!

Após mexer bem e apurar o sabor dos tomates, entre com o que falta: as ervas, o milho e o frango desfiado..

Após mexer bem e apurar o sabor dos tomates, entre com o que falta: as ervas, o milho e o frango desfiado..

Mexa bem e entre com o arroz. Após misturar todo o arroz em seu molho, está pronto. É fundamental mexer bem para envolver todo o arroz para ele ficar bem envolvido e temperado.

Com o molho pronto, coloque o arroz e mexa bem para que ele seja envolvido por todos os componentes..

Com o molho pronto, coloque o arroz e mexa bem para que ele seja envolvido por todos os componentes..

Após a última etapa, basta colocar em uma travessa, polvilhar com parmesão e levar ao forno pré aquecido em 200 graus (médio). Coloquei também um ovo cozido por decoração, mas também é opcional.

Coloque em uma travessa, polvilhe com parmesão e leve ao forno pré-aquecido.. O ovo é opcional..

Coloque em uma travessa, polvilhe com parmesão e leve ao forno pré-aquecido.. O ovo é opcional..

O arroz fica no forno até gratinar bem o queijo. Feito isso, leve a mesa, regue com um bom azeite e acabou. Está pronto! É só colocar no prato e mandar bala!

Depois do "trabalho" é só comer.. Molhadinho e muito saboroso...

Depois do “trabalho” é só comer.. Molhadinho e muito saboroso…

Mais informações sempre no Twitter e no Instagram (@GastroEsporte). Até a próxima! Beijos em todos! Ah! E agora o Gastronomia por Esporte também está no Facebook! Cliquem e curtam a página! Por lá vocês vão conferir todas as novidades do blog! www.facebook.com/gastroesporte