Arquivo da tag: presunto parma

Risotto de Brie com Parma: a estreia do clássico foi um golaço. É só experimentar!

Já disse algumas vezes que sou fã de risotto. Um dos primeiros posts, aliás, foi o de cogumelos frescos que eu tanto gosto (relembre aqui). Este junto com o de tomate cereja, o de alho poró e o milanese são os que mais faço. Para mim, risotto é um prato de preparo relativamente simples, fácil de fazer em grande quantidade e que sempre dá uma presença quando sai bem feito. Dito isso, fui conhecer e estrear a cozinha do novo apartamento do meu primo. Ele queria um risotto e ofereci os sabores já citados. Mas ele não se empolgou e lançou o desafio pedindo um de Brie com Parma.

20131228_224419

 

Nunca havia feito, mas não costumo fugir dos desafios. Ao fazer descobri que não é nem de longe um bicho de sete cabeças. E contrariando o clima “Detox” da semana passada, aqui não tem espaço para os fãs de comidas lights e leves. Vamos aos ingredientes – as medidas alimentaram com MUITA sobra quatro pessoas.

500g de arroz arbório ou carnarolle
1 cebola média picada
1 taça de vinho branco
1 litro de caldo de frango ou legumes
200g de queijo brie em cubos
200g de presunto de parma
Duas colheres de sopa de manteiga
100 gramas de parmesão ralado
Sal e pimenta do reino

20131228_221407

Em uma panela, coloque o caldo para aquecer. Em outra, esquente um fio de azeite e um pouco da manteiga em fogo médio. Entre com a cebola para refogar, mas sempre de olho para não dourar. O objetivo aqui é cozinhá-la e não fritá-la.

Após ficar transparente, entre com o arroz (lembrando que não é para lavá-lo em hipótese alguma). Refogue um pouco também para deixá-lo como a cebola, mais translúcido. Neste ponto é a hora de entrar com o vinho.

Assim que o álcool evaporar, é a hora de começar a colocar o caldo aos poucos. E é a hora da paciência também. Coloque sempre de duas em duas conchas mexendo sem parar. O objetivo é ajudar a soltar o amido dos grãos que dá a cremosidade ao prato. Secou? Coloque mais duas conchas até o arroz cozinhar. Esse processo demora de 15 a 20 minutos. Passados 15, prove e veja a textura. Tem gente que prefere o grão mais ‘al dente’ – o meu caso.

20131228_223258

Quando chegar ao ponto desejado é a hora de finalizar – lembre que esta é a hora em que você vai dar sabor ao seu risotto. Neste caso é de Brie e parma. Entre então com o queijo em cubos, o parma, o parmesão e a manteiga. Mexa bem para incorporar tudo, apague o fogo e tampe a panela por alguns minutos para que seu arroz descanse. Depois é só servir!

20131228_223502

Como visto nas fotos, coloquei além do parma na panela uma porção dele crocante por cima para dar mais sabor e textura. Não sabe como fazer? Clique aqui e relembre. Ou então faça no microondas. Basta colocar por 1 minuto e meio em potência alta e esperar esfriar. Ele ficará crocante. Bom apetite!

20131228_224409

Mais informações sempre na página do Facebook, E no Instagram (@GastroEsporte)! Até a próxima!

Anúncios

Ráscal: a pizza foi uma grata surpresa, mas ainda sou fã número 1 do excelente buffet

Sou fã do Ráscal. A rede paulista que conta com três unidades no Rio (Shopping Leblon, Rio Sul e Casashopping) é sólida e dificilmente comete erros. Faz comida italiana fresca, simples e de maneira competente. Seu buffet oferece inúmeras opções repostas de maneira constante e sempre foi a minha escolha quando por lá almoçava ou jantava. No entanto, recentemente descobri que as pizzas que saem do forno à lenha da casa também são muito gostosas.

Sentei com o amigo Leleco e as respectivas. Já estava pronto para pegar o prato e inaugurar o buffet com cubos de grana padano, fatias finíssimas de presunto cru e mortadela italiana acompanhadas pela pizza branca, os pães frescos e as inúmeras opções de azeite. Em seguida atacaria de salada, legumes grelhados, alho assado, atum selado, gravlax de salmão, coalhada, o carpaccio espetacular… E finalizaria com as massas frescas e as opções de pratos quentes que mudam diariamente.

20130805_195212 20130805_195228

Mas não foi o caso. Leleco mandou na lata que a pedida seria pizza. E realmente não me arrependi. No Ráscal você escolhe o tamanho da massa: fina média ou grossa. Fomos na média até porque a qualidade lá é muito boa. Os sabores são clássicos e sem grandes firulas.

Escolhemos uma grande de massa média meia Ráscal III, meia Parma (R$ 58). As duas levam mussarela de búfala como base. A primeira conta com tomates cereja e pesto de manjericão. Uma espécie de Marguerita diferente que estava no ponto certo. Já a segunda contava com rodelas de tomate caqui e as fatias de parma fininhas por cima. Muito boa mesmo.

20130805_201354 20130805_205953

A pizza serviu como uma boa alternativa. Neste dia, iria comer o buffet bem rápido, já que tinha o horário do cinema. Portanto, a pizza rápida e assada na lenha se tornou a melhor opção. Mas confesso que em um dia normal, sem horários, dificilmente vou abrir mão do buffet!

Ráscal Shopping Leblon
– Av. Afrânio de Melo Franco, 290 – lojas 406 B, Leblon, Rio de Janeiro – RJ, (21) 2259-6437
Seg a qui, do meio-dia às 15h30m e das 19h às 22h30m; sex, do meio-dia às 15h30m e das 19h às 23h30m; sáb, do meio-dia às 23h30m; dom, do meio dia às 22h30m

Dúvidas ou considerações é só deixar no comentário ou mandar via Twitter ou Instagram (@GastroEsporte), ou melhor ainda, vai lá na página do Facebook e escreve por lá! Beijos e abraços em todos!

Ovo poché com gema mole, aspargos, parma… Combinação perfeita em entrada deliciosa! Aprenda!

Ovo poché, aspargos frescos grelhados, parma fininho e com gordura na medida… Coroando a combinação clássica e perfeita, um fiozinho de azeite trufado. Curtiu? Então vamos para mais uma receita que pode ser feita já nesse fim de semana para receber os amigos e aproveitar o friozinho que tem feito nas noites para bebericar um bom tinto.

20130628_232151

As quantidades aqui são relativas. Depende de quantas pessoas você vai receber. Eu calculo dois aspargos, um ovo CAIPIRA e duas fatias de parma por pessoa. Éramos seis então foram 12 aspargos, seis ovos e mais ou menos 100 gramas de parma fininho.

20130628_210713

Vamos então à única etapa complicada no processo todo. Mas pensem no resultado final. Vale a pena. Poucas coisas são mais poéticas do que uma gema caipira escorrendo e tomando conta do prato unindo todos os ingredientes (reparou ali em cima?). Já havia explicado como fazer neste post aqui, mas vou resumir novamente. A técnica eu aprendi na aula que fiz na cozinha da Chef Roberta Sudbrack. É fundamental ter controle e paciência. Esquente uma panela com água e algumas gotas de vinagre. A água não precisa ferver. Coloque o dedo. Se você conseguir ficar com ele dentro mais ou menos 10 segundos este é o ponto.

Mexa a água e despeje os ovos previamente quebrados. Coloque uns três por vez no máximo. E tenha paciência. O processo dura entre 10 e 15 minutos. Esfriou a água? Ligue um pouco a chama do fogão. Esquentou, desliga. Aos poucos vá mexendo, sempre de maneira delicada a água, para que a clara envolva a gema. Isso pode não acontecer. Neste caso, separe e coma o ovo só com flor de sal mesmo. E coloque outro, afinal de contas você quer servir os mais bonitos para os amigos. Ficou pronto, deixe eles repousando em uma travessa com água aquecida.

20130628_212305 20130628_215125

Os aspargos são extremamente simples de fazer. Basta cortar a base maior, que é bem fibrosa e grelhar direto em uma panela aquecida com azeite. Tempere com sal e pimenta.

20130628_220557

Levei à mesa a travessa grande como pode ser vista aqui. Mas se você preferir resolver já empratado, sugiro a quantidade citada lá em cima. O azeite trufado você coloca na mesa. Um fiozinho só para não tomar conta dos demais sabores. Imperdível!

20130628_231423 20130628_232140

Dúvidas ou considerações é só deixar no comentário ou mandar via Twitter ou Instagram (@GastroEsporte), ou melhor ainda, vai lá na página do Facebook e escreve por lá! Beijos e abraços em todos!

Crisps de Parma: fácil de fazer e perfeito para deixar seu prato em outro nível!

Tem certas coisas que são práticas e simples de fazer e levam sua refeição para outro nível. Quer uma? Crisps de presunto parma. Em mais ou menos 20 minutos eles ficam prontos e dão um toque mais que especial em uma massa, um risoto ou até por cima de um filé com algum tipo de molho. Traz crocância e sabor, além de temperar já que o parma é bem salgadinho. Neste dia ele foi quebrado e polvilhado em cima de um risoto de alho poró.

Neste dia os crisps foram picados e deram a textura e o sabor a um risoto de alho poró..

Neste dia os crisps foram picados e deram a textura e o sabor a um risoto de alho poró..

Vamos ao modo de fazer então. Pegue fatias de parma, de preferência cortadas bem finas. Como serão assadas, não há necessidade de comprar o espanhol ou o italiano, normalmente bem mais caros. Estes você deixa para comer ao natural mesmo. No meu caso comprei o parma nacional mesmo e serviu perfeitamente.

Presunto cru cortado fino é fundamental para a receita..

Presunto cru cortado fino é fundamental para a receita..

Disponha as fatias em um tabuleiro. Não há necessidade de untar já que ele vai perder gordura. Enquanto isso deixe o forno aquecendo. Coloquei o meu em 190 graus, ou seja, médio.

As fatias ficam dispostas em um tabuleiro no qual nem se faz necessário untar..

As fatias ficam dispostas em um tabuleiro no qual nem se faz necessário untar..

Para mantê-las retinhas no caso de querer utilizá-las em decoração, coloque outro tabuleiro por cima com um peso. Desta maneira, ao começar a perder gordura, o presunto não irá encolher. Como visto na foto, utilizei a tampa de uma panela. Depois disso é forno por mais ou menos 20 minutos. Confira depois de 15 para não deixar queimá-los.

Um segundo tabuleiro vai por cima com peso.. A panela não deixa ele mudar o formato..

Um segundo tabuleiro vai por cima com peso.. A panela não deixa ele mudar o formato..

Tirado o peso, elas ficam assim: retinhas, crocantes e prontas para comer. Pode servir até assim, purinho como um biscoito.

Após cerca de 20 minutos as fatias estão retas e crocantes! Aí é utilizar como quiser..

Após cerca de 20 minutos as fatias estão retas e crocantes! Aí é utilizar como quiser..

Como disse, utilizei em um risoto de alho poró muito simples de fazer. Antes de começar o arroz (que você pode relembrar como fazer neste post), refogue dois talos de alho poró com dois dentes de alho picados em azeite. O fogo é baixo para ele murchar e não queimar. Tem de ter paciência e ficar de olho. A ideia é intensificar o sabor e reduzir o tamanho. Depois de pronto, tire, reserve e coloque no risoto um pouco antes de finalizá-lo com manteiga e parmesão. Prontinho!

Qualquer dúvida mande e-mail (gastronomiaporesporte.gmail.com) ou lá no Twitter (@GastroEsporte). Já conferiu o Instagram? É @GastroEsporte também! Abraços e até a próxima!