Arquivo da tag: massas

Spoletando: risadas e uma deliciosa Lasanha Bolonhesa ao lado do figura Gianni Carboni. Divirtam-se!

No início do ano tive a honra de conhecer o chef italiano e figuraça Gianni Carboni, responsável pela supervisão dos cardápios da rede Spoleto. Cozinhamos lado a lado uma lasanha bolonhesa verde e amarela, em homenagem ao Brasil na Copa do Mundo. A receita e o resultado deste bate papo sobre futebol e gastronomia você confere no vídeo abaixo. Divirtam-se, porque certamente eu me diverti muito!

Molho fresco de tomate cereja. Quatro ingredientes e um conforto rápido para um domingo de frio ao lado da família!

Domingo friozinho. Vinho aberto. Família reunida em torno do Arroz de Polvo da Dona Cavalierona. Como os amigos já sabem, não sou dos maiores fãs do molusco. Então tive de pensar rapidamente e tirar algo da cartola para o meu almoço. Na taça o Special Blend da Bodega Del Fin Del Mundo pedia algo com personalidade. Mas também não queria trabalho. Então busquei quatro ingredientes na geladeira para o meu molho express de tomate cereja que coroou uma massa de espinafre. Então vamos a ele que fará você nunca mais comprar nenhum tipo de molho de caixinha.

20130929_143643

Como disse, são apenas quatro ingredientes básicos sem contar os temperos (sal, pimenta do reino e uma pitada de açúcar): quatro colheres de sopa de azeite, cinco dentes de alho picado, duas caixinhas de tomate cereja (de preferência o sweet grape) e um punhado de manjericão fresco. Coloque também para dar certo volume 100 ml de água ou de qualquer caldo. Como opcional (usei porque tinha na geladeira), uma taça de vinho branco.

20130929_111536

Fogo baixo, azeite e alho. O objetivo aqui é cozinhar o alho no azeite e não dourá-lo. Além de deixá-los macios e ligeiramente adocicados, além de perfumar o óleo. Esse processo dura mais ou menos cinco minutos. Fique de olho para não deixar nenhum torrado. Feito isso, entre com os tomates, tempere com sal, pimenta do reino e açúcar, e aumente o fogo.

20130929_112650 20130929_112800

Após refogar, dar um golinho na sua taça e ficar inebriado com os aromas subindo pela cozinha, entre com o vinho branco (caso queira). Espere evaporar, coloque o caldo ou a água, uma parte do manjericão e abaixe o fogo. Deixe cozinhar de 10 a 15 minutos, apurando bem os sabores.

20130929_112859 20130929_113040 20130929_113929

Massa no prato. Molho por cima. Uma chuva de grana padano ralado na hora. Um fio de azeite. Mais vinho na taça. Família reunida. Um domingo perfeito ao redor da mesa. Façam isso vocês também. E até a próxima! Boa semana a todos!

Dúvidas ou considerações é só deixar no comentário ou mandar via Twitter ou Instagram (@GastroEsporte), ou melhor ainda, vai lá na página do Facebook e escreve por lá

Santa Satisfação: boa comida, bons preços e fonte de inspiração para meus sonhos!

Sonho em ter um restaurante. Um dia quem sabe? Vai que ganho na loteria e tiro o sonho do papel? No meu mundo, gostaria de uma casa pequena, com um cardápio fixo enxuto e pratos especiais que mudariam diariamente. Nessa linha, comentei semana passada sobre o Cozinha Cotidiana, que faz comida caseira que muda sempre e a preços acessíveis. Algo também próximo do que sonho é o Santa Satisfação. A casa do Leblon, que conta com filial em Copacabana, funciona exatamente desta maneira, possui bons preços e uma cozinha muito correta.

A casa tem fachada discreta e o quadro negro com as informações do dia tem todo um charme..

A casa tem fachada discreta e o quadro negro com as informações do dia tem todo um charme..

Estive lá duas vezes para este post. No primeiro ao lado da comadre Julia Ferrari. No segundo ao lado da blogueira e amiga Nathalia Tosto, ou Coisas que Amamos (vão lá conhecer, meninas), e da Juca, uma foodie como eu que lançou nesta semana o seu blog: O que tem na Geladeira. As duas visitas foram na filial do Leblon, pequena, de decoração bonita e aconchegante.

Mesas de madeira, vitrines expondo produtos e mais quadro negro.. Decoração agradável no Santa..

Mesas de madeira, vitrines expondo produtos e mais quadro negro.. Decoração agradável no Santa..

Logo na entrada, o quadro negro expõe as opções do dia. Você vai sempre encontrar uma massa e uma salada que podem ser servidas em porção inteira ou apenas metade (perfeito para quem come pouco), sopa, quiches e geralmente um prato de carne ou de peixe que conta sempre com uma bossa. No menu fixo, saladas, massas e sanduíches.

Tenho o costume de começar lá com uma empada, é um vício. A de carne seca neste dia não estava muito especial (R$ 5). O recheio, geralmente bem molhadinho, veio seco. Pelo menos estava saboroso.

Massa boa, mas recheio um pouco seco... Empadinha de carne seca..

Massa boa, mas recheio um pouco seco… Empadinha de carne seca..

Não citei acima para falar aqui. Outra parte do menu fixo são as omeletes. De sabores variados, são muito bem feitas e acompanham salada verde servida em cesta de parmesão (que você aprendeu a fazer aqui). Pedi a de salmão e queijo e estava deliciosa, bem molhadinha e equilibrada (R$ 29,90). A salada vem com um molhinho de mostarda, mel e laranja bem gostosinho.

A omelete de salmão veio no ponto certo... O molhinho que acompanha a salada também estava equilibrado..

A omelete de salmão veio no ponto certo… O molhinho que acompanha a salada também estava equilibrado..

Julia pediu a quiche do dia, na ocasião era alho poró, com a mesma salada. Também saborosa e com boa massa (R$ 24,90).

Quiche tambpem com salada e com o mesmo molho estava saborosa e com massa bem gostosa..

Quiche tambpem com salada e com o mesmo molho estava saborosa e com massa bem gostosa..

Na segunda visita, fui em uma massa do dia com molho cremoso de limão siciliano e cubos de frango que substituíram os camarões da pedida original (sou alérgico). Molho um pouco pesado no creme, mas ainda assim ácido na medida certa (R$ 27,90).

O molho de limão siciliano estava um pouquinho pesado, mas com sabor perfeito de limão..

O molho de limão siciliano estava um pouquinho pesado, mas com sabor perfeito de limão..

Juca foi em uma salada verde com camarões grelhados e figo assado com brie (R$ 27,90). Se o crustáceo veio abundante, o brie mal foi notado recheando a única unidade do figo assado. Mas a combinação geral estava boa – provei sem o camarão!

Salada equilibrada.. Amêndoa conferiu textura.. Mas vir apenas uma unidade do figo acabou quebrando...

Salada equilibrada.. Amêndoa conferiu textura.. Mas vir apenas uma unidade do figo acabou quebrando…

Nathalia escolheu a carne do dia: mignon com legumes cozidos e risoto de cogumelos frescos (R$ 43,90). O prato é muito bem servido, a carne estava macia e no ponto certo assim como os cogumelos do risoto. O molho de vinho tinto conferia bom sabor ao prato também. O único porém: faltou tempero em geral, principalmente ao risoto que pedia sal.

Mignon com vinho, legumes e risoto de cogumelos.. O único pecado foi a falta de sal nos componentes..

Mignon com vinho, legumes e risoto de cogumelos.. O único pecado foi a falta de sal nos componentes..

Como disse, sou um fã do local. Percalços acontecem nas melhores casas, mas no geral o saldo é sempre positivo para quem deseja uma refeição rápida, bem feita e com bons preços. O Santa Satisfação é definitivamente uma fonte de inspiração para meus delírios.

Mais informações, como vocês já sabem, sempre no Twitter e no Instagram (@GastroEsporte). Até a próxima! Beijos em todos! Ah! Lembrando que agora o Gastronomia por Esporte também está no Facebook! Cliquem e curtam a página! Por lá vocês vão conferir todas as novidades do blog! http://www.facebook.com/gastroesporte

Santa Satisfação
Leblon
– Avenida Ataulfo de Paiva, 1335-A – Tel: 2529-2063
Horário: Segunda a quinta, das 11h à meia-noite; sexta e sábado, das 11h à 1h; domingo, das 10h às 23h

Copacabana
– Rua Santa Clara, 36-C – Tel: 2255-9349
Horário: Segunda a sábado, das 8h30m às 23h

Luigi’s.. Italiano simples, correto e na medida para um domingo pós choro..

Antes de qualquer coisa, minhas desculpas pela falta de atualização nesta última semana. Já já conto para vocês a grande e MARRAVILHOSA novidade. Para amenizar, no domingo agora, como já recomendei aqui, a manhã foi na São Salvador curtindo aquele choro, um bom papo, amigos, crianças e uma cerveja gelada. Resolvemos não aproveitar tanto as delícias da praça e fomos almoçar no pequeno, mas muito simpático e charmoso Luigi’s.

De fachada acanhada, o lugar fica a poucos passos da praça e faz uma culinária italiana de dia a dia bem honesta e com bons preços. Claro, não espere alta gastronomia ou pratos inesquecíveis, mas a opção é mais do que válida para completar o bom programa que é a São Salvador aos domingos.

O lado de fora do Luigi's é muito agradável.. Decoração legal e clima ameno, principalmente se não estiver calor..

O lado de fora do Luigi’s é muito agradável.. Decoração legal e clima ameno, principalmente se não estiver calor..

Bem iluminado e com bom ar condicionado, o salão é agradável se a varanda estiver cheia..

Bem iluminado e com bom ar condicionado, o salão é agradável se a varanda estiver cheia..

Comece pelo couvert (R$ 15,50). Pizza branca crocante, pão italiano, manteiga, patê e um antepasto italiano que tinha pimentões, beringela e azeitona marinados em azeite temperado com ervas e vinagre. Este último item estava um pouquinho ácido. Além disso o ponto alto: uma cabeça de alho assado. Sou viciado em alho e ele quando assado fica macio e docinho. Delícia.

O couvert é mais do que válido.. É perfeito para começar os trabalhos.. A cabeça de alho assada estava deliciosa!

O couvert é mais do que válido.. É perfeito para começar os trabalhos.. A cabeça de alho assada estava deliciosa!

Pedimos também um par de bruschettas de tomate (R$ 10,90). Recheio saboroso, tomate fresco, alho no ponto certo… Mas o pão estava pesado, massudo e zero crocante. Uma pena. Para beber (não fiz foto), espumante Valduga Rosé Reserva Blush (R$ 67). Muito gostoso.

Recheio muito bem feito, mas o pão massudo matou as bruschettas do Luigi's..

Recheio muito bem feito, mas o pão massudo matou as bruschettas do Luigi’s..

Apesar das opções de carnes e peixes (gostei de algumas), ficamos nas massas caseiras. O primeiro prato era um tagliatelle de tomate e alho (na massa), com molho cremoso de cogumelos frescos (R$ 34,50). Muito saboroso, mas o creme estava meio pesado. Fosse um molho mais leve e seria o ideal.

O tom da massa é dado por tomate e alho durante o preparo.. O molho de cogumelos estava pesado, mas saboroso..

O tom da massa é dado por tomate e alho durante o preparo.. O molho de cogumelos estava pesado, mas saboroso..

O outro prato da mesa foi um ravióli de ricota com espinafre com molho fresco de tomates (R$ 29,50). Simples e muito gostoso. Molho bem correto, assim como a massa em ponto ideal. Uma observação que faço é a ausência de parmesão de qualidade. Faz toda a diferença. Nem que não seja grana padano, mas um bom parmesão ralado na hora é indispensável.

O recheio era ricota e espinafre.. Massa correta com molho fresco e saboroso...

O recheio era ricota e espinafre.. Massa correta com molho fresco e saboroso…

O terceiro prato foi um nhoque de espinafre e ricota ao molho de quatro queijos (R$ 33,50). Não provei este, mas falaram bem. Olhando de longe, o molho me pareceu sofrer o mesmo problema do primeiro ali de cima. Mas disseram que estava saboroso.

A massa é feita com ricota e espinafre e o nhoque veio com molho quatro queijos.. Este é meio prato!

A massa é feita com ricota e espinafre e o nhoque veio com molho quatro queijos.. Este é meio prato!

A sobremesa foi creme brulée (R$ 14,00). A crosta de açúcar é queimada com o maçarico na mesa e isso faz um efeito legal. Mas acabou acontecendo o grande pecado do creme brulée. O calor da chama deixou o creme quente e líquido, estragando o contraste que é a grande diversão desta sobremesa. A base deveria estar mais gelada antes de receber o maçarico.

Diante dos seus olhos, o açúcar é queimado com o maçarico...

Diante dos seus olhos, o açúcar é queimado com o maçarico…

A aparência estava muito boa.. Mas na hora de quebrar a casquinha, o creme estava quente e líquido.. Uma pena..

A aparência estava muito boa.. Mas na hora de quebrar a casquinha, o creme estava quente e líquido.. Uma pena..

Como disse, o Luigi’s é uma boa opção para aquele almoço pós praça ou até mesmo para comer uma massa simples durante a semana. O ambiente é legal e os preços justos. Dúvidas, sugestões, ideias, críticas… Pode mandar lá no Twitter e no Instagram (@GastroEsporte). Até a próxima e em breve a grande novidade!!!! Acompanhe por aqui.

Luigi’s
Rua Senador Correia, 10, Laranjeiras, Rio de Janeiro – RJ
(21) 2205-7343 (21) 2205-7343
Terça a quinta e domingo, do meio-dia à meia-noite.
Sexta e sábado, do meio-dia à 1h