Arquivo da tag: barbecue

Ribs on the Barbie, ou a costelinha barbecue. Com mel e o molho do Bazzar, o porquinho ficou um luxo!

No início da semana coloquei como tinha sido o clima do Super Bowl aqui em casa. Foram duas Ribs diferentes. A primeira, com Honey Mustard, você já conferiu e pode relembrar aqui. Mas vamos para a segunda, talvez a mais tradicional e emblemática dos Estados Unidos. Em qualquer canto por lá você encontrar gente segurando os ossos com a mão e ficando todo sujo de Barbecue. Ou então lá no Outback com as famosas Ribs on the Barbie. Portanto, por que não fazer em casa?

20140202_222448

Mas confesso que aqui preferi a praticidade. Ou seja, usei um molho Barbecue comprado pronto. E o escolhido foi o do Bazzar. Com especiarias e ervas, foge daquele gosto forte e em alguns momentos artificial em demasia de fumaça. Para deixar mais caramelizada, somei ainda mais duas colheres de sopa cheias de mel.

A marinada da costela você lembra da outra receita. O pote do molho do Bazzar tem 270g e eu usei metade dele misturado com o mel. Feito isso, basta espalhar seu molho pela costelinha e levar ao forno.

20140202_182233 20140202_182611

O processo para assar também é o mesmo. Cubra com papel alumínio e entre com ela no forno bem baixo, cerca de 150°, por quatro horas. A cada hora dê um confere. Como aqui não coloquei a marinada junto como fiz na Honey Mustard, é bom ficar de olho sempre na água. Secou? Coloque mais um pouco. Após as quatro horas, aumente o forno e tire o papel para ela caramelizar. Se quiser colocar mais um pouquinho do molho também pode.

20140202_192440 20140202_222448

No fim é só se lambuzar mesmo. Até porque, costelinha é para comer com a mão mesmo, estilo ogro! E, como disse anteriormente, o Super Bowl não precisa ser desculpa para essa maravilha.

Mais informações sempre na página do Facebook, E no Instagram (@GastroEsporte)! Até a próxima!

Anúncios

O Super Bowl teve direito a muitas Ribs! A primeira saiu com Honey Mustard. Uma beleza de costelinha!

Estou na vibe dos assados. Não adianta. Depois que a costela de cordeiro ficou espetacular, lembre dela aqui, lá fui eu me aventurar pela área que antes era exclusiva da Dona Cavalierona na cozinha. Com a desculpa de acompanhar o Super Bowl como os americanos fazem, comprei duas costelinhas de porco e fiz de duas maneiras diferentes. No fim das contas, com aquela dose de paciência e muito tempo, elas soltavam do osso ao mesmo tempo em que a defesa do Seattle Seahawks ganhava o jogo sem maiores emoções.

20140202_222532

Antes dos sabores, que foram Barbecue e Honey Mustard, a marinada rápida para deixar sua carne ainda mais deliciosa. As peças tinham mais ou menos um quilo cada e deixei ambas no tempero por duas horas. Mas você pode deixar por mais tempo.

Marinada:
2 costelas de porco de mais ou menos um quilo cada
2 cebolas em rodelas
5 dentes de alho picado
1 pimenta dedo de moça picada
Sal e pimenta do reino
2 taças de vinho branco

20140202_173745

Feito isso, vamos ao primeiro sabor: Honey Mustard. Misture partes iguais de mel e mostarda (eu utilizei uma l’ancienne, aquela com as sementes). A proporção foram seis colheres de sopa de cada. Misture bem em um pote e prove. Caso queira, coloque mais mel ou mais mostarda para deixar mais ou menos doce. E reserve para o fim mais uma colher de sopa do mel.

Pegue a costela e passe seu molho Honey Mustard por toda ela. O objetivo é deixá-la toda coberta. Coloquei na travessa também a marinada. Cubra com papel alumínio e entre com ela no forno bem baixo, cerca de 150°, por quatro horas. A cada hora dê uma olhada, uma virada… Não se assuste, ela vai soltar água e esta vai secar até o fim do cozimento. Cuide do seu assado. Se o caldo secou, coloque um pouquinho de água só para soltar o fundo e liberar os sabores.

20140202_181746

20140202_192206

Após quatro horas, ela estará praticamente pronta, já soltando do osso. Mas chegou o momento da finalização. Lembra daquela colherada de mel que você separou lá em cima? Coloque na costela, retire o papel alumínio e aumente o forno para 200°. Agora ela vai ganhar cor e ficará ainda mais caramelizada. Um absurdo!

20140202_222846

O Super Bowl era só a desculpa, mas no fim das contas essa receita vai se tornar cotidiana lá em casa. E espero que na sua também! Touchdown certo!

Mais informações sempre na página do Facebook, E no Instagram (@GastroEsporte)! Até a próxima!

Pulled Pork.. O típico churrasco americano em sua casa.. Receita ideal para o fim de semana!

Folheando a Gula do último mês, me deparei com uma matéria que chamou atenção. O tema eram os Barbecues americanos (ou BBQ) e os personagens eram os chef e proprietários do recém inaugurado BOS BBQ, em São Paulo, que reproduz receitas típicas em qualquer casa nos Estados Unidos com o primeiro Pit (churrasqueira gringa) brasileira. Uma maneira de fazer churrasco que em nada lembra o nosso: todos puxados em condimentos e temperos. No fim, uma receita que me prendeu e prontamente fiquei com vontade de fazer. Aproveitando o tempo livre, e essa precisa mesmo de tempo, fui para a cozinha e fiquei mais do que feliz com meu Pulled Pork! Perfeito para fazer e curtir no fim de semana.

Cerveja gelada, uma passada de Heinz no pão e o pulled pork.. Sanduíche perfeito!

Cerveja gelada, uma passada de Heinz no pão e o pulled pork.. Sanduíche perfeito!

Como disse, é uma receita que demanda paciência e uma lista um pouco extensa de ingredientes. Mas o preparo propriamente dito é bem simples e o resultado final fica maravilhoso. Como estava fazendo pela primeira vez, segui tudo direitinho. Então anotem os ingredientes: 1 quilo de filé mignon suíno em filés, meia colher de chá de alecrim, uma pitada de tomilho, 2 cebolas médias em fatias, sal e pimenta do reino para temperar os filés, 4 alhos em fatias, azeite, 1 xícara e meia de água quente, meia xícara de suco de maçã, meia colher de sopa de açúcar mascavo, um terço de xícara de ketchup, 1 colher e meia de sopa de limão, 1 colher de chá de páprica doce, uma pitada de canela, um terço de xícara de vinho branco e gotas de molho de pimenta. Ah! Eu incluí na receita uma dedo de moça picada (mania de colocar em tudo!!!!).

Bancada organizada, ingredientes separados.. Tudo pronto para começar a sua receita...

Bancada organizada, ingredientes separados.. Tudo pronto para começar a sua receita…

O filé mignon cortado em bifes é a segunda parte do seu mise en place... Tudo organizado..

O filé mignon cortado em bifes é a segunda parte do seu mise en place… Tudo organizado..

 

Bancada organizada, já que a lista de ingredientes é longa, então vamos para o fogão. O primeiro passo é esquentar bem sua panela com azeite e fritar o filé mignon suíno cortado em bifes previamente temperados com sal e pimenta do reino.

Vá selando aos poucos os bifes de mignon suíno... Não precisa cozinhá-los até o fim.. É só para selar..

Vá selando aos poucos os bifes de mignon suíno… Não precisa cozinhá-los até o fim.. É só para selar..

Após deixar todos douradinhos, coloque mais azeite e entre com a cebola em rodelas, o alho em lâminas e a dedo de moça bem picada.

Após selar os filés, é a hora de murchar a cebola, o alho e a pimenta.. Não deixe queimar!

Após selar os filés, é a hora de murchar a cebola, o alho e a pimenta.. Não deixe queimar!

Após murchar, sem dourar, volte com os filés e entre com todos os ingredientes restantes. A receita não diz uma ordem específica, mas eu comecei com o vinho branco e terminei com a água quente. Entre eles entraram o açúcar mascavo, o suco de limão, o alecrim e o tomilho picados, a páprica, o ketchup, o suco de maçã, a canela, o suco de maçã e as gotas de molho de pimenta.

Após murchar a cebola, o alho e a dedo de moça, volte com os filés de porco para a panela..

Após murchar a cebola, o alho e a dedo de moça, volte com os filés de porco para a panela..

Após voltar com os filés, entre com todos os demais ingredientes.. Comece pelo vinho.. Depois não há ordem!

Após voltar com os filés, entre com todos os demais ingredientes.. Comece pelo vinho.. Depois não há ordem!

Entre com as xícaras de água quente e reduza o fogo para o mínimo possível... Agora começa a espera!

Entre com as xícaras de água quente e reduza o fogo para o mínimo possível… Agora começa a espera!

 

 

Agora é paciência. Coloque sua panela no menor fogo possível, tampe e relaxe. A receita diz para ficar entre 3h30 e 4h. O meu não ficou tanto tempo. Após 1h45, estava começando a secar e adicionei mais um pouquinho de água e um pingo de vinho.

Com o passar do tempo, o caldo vai reduzindo e o filé suíno começando a desfiar.. coloque mais um pingo de água após duas horas..

Com o passar do tempo, o caldo vai reduzindo e o filé suíno começando a desfiar.. coloque mais um pingo de água após duas horas..

Esperei mais 45 minutos mexendo ocasionalmente e depois de 2h30 estava pronto. Só de mexer com a colher de pau ele já desfiava, sem necessidade de ter de fazer com garfo.

Líquido seco e porco desfiado... Seu pulled pork caseiro está prontinho para ir para o pão!

Líquido seco e porco desfiado… Seu pulled pork caseiro está prontinho para ir para o pão!

O sabor ficou espetacular. Uma delícia mesmo. Picante e doce ao mesmo tempo, algo que valeu totalmente a espera. Você pode comer como prato acompanhado de arroz ou batatas. Mas fui na maneira tradicional. Ketchup no pão e o porco como recheio de um substancioso sanduíche, perfeito com uma cerveja gelada! Vale a pena a tentativa!

Pode ser perfeitamente servido em uma travessa como prato acompanhado de arroz ou outra coisa!

Pode ser perfeitamente servido em uma travessa como prato acompanhado de arroz ou outra coisa!

Mais informações, como vocês já sabem, sempre no Twitter e no Instagram (@GastroEsporte). Até a próxima! Beijos em todos! Ah! Lembrando que agora o Gastronomia por Esporte também está no Facebook! Cliquem e curtam a página! Por lá vocês vão conferir todas as novidades do blog! http://www.facebook.com/gastroesporte