O retorno ao Gonzalo. Volta por cima nas carnes ururguaias, chorizos e ainda descobri shitakes inesquecíveis!


Na primeira investida tive alguns problemas pontuais, mas também a certeza de que eles não iriam impedir meu retorno. Eis que recentemente voltei ao Gonzalo e pude comprovar que de fato minha estreia foi apenas uma derrapada. As carnes uruguaias são de muita qualidade. O Assado de Tira desta vez veio como manda o figurino: saboroso, carnudo e no ponto certo. Mas no último almoço, ao lado da dupla Francisco e Manuel, enólogos do Douro que me deu talvez a maior aula de vinho que já tive na vida, descobri algo inusitado e espetacular na casa: Shitakes.

20130822_205010

A minha paixão por cogumelos é pública e notória. E descobri agora que o Gonzalo serve duas versões de shitake como entrada que ainda não estão oficializadas no cardápio, mas que podem ser pedidas aos garçons. A primeira é clássica: grelhada e salpicada por azeite, alho frito e salsa. Simples e imbatível. A segunda vem acompanhada por pancetta e gratinada com uma fina camada de queijo. Belíssima combinação.

20131121_142632 20131121_142721

Os cogumelos também são importados e produzidas em quantidade pequena. Estavam levíssimos, muito saborosos e bem carnudos. Alguns pedaços remetiam até a algum corte de carne. Coisa de maluco mesmo e casou perfeitamente com os vinhos portugueses da região do Douro – o Mapa e o Águia Moura Reserva estão na carta de vinhos da casa e são importados pela DOCG Vinhos. Já o Águia Moura Garrafeira tive a honra de degustar antes de a produção para exportação seja finalizada.

20131121_153425

Antes dos shitakes, rolou a seleção de Chorizos da casa (todos por R$ 29). Destaque absoluto para o Chorizo Picante e para a Morcilla (R$ 39), que geralmente tem gosto forte em função do sangue, mas é relativamente mais suave do que se está habituado. Comemos Chinchulines maravilhosos (R$ 38). Para quem não conhece, são os miúdos traseiros do boi. Vale a investida.

20131121_133009 20131121_133016 20131121_135625

Nas sobremesas, que não tinha conhecido da primeira vez, destaque total para o Alfajor Uruguaio (R$ 19). Esqueça o que você conhece de Alfajor. Aqui são finos discos de massa crocante intercaladas por um excelente doce de leite e coroada com merengue tostadinho. Incrível assim como o Massini (R$ 19). Trata-se de um doce com duas camadas de massa leve e recheio cremoso. Por cima uma casquinha de açúcar queimado que lembra um creme brulée. Bem bacana.

20131121_152123 20131121_153500

Fiquei feliz de não ter fechado minhas portas. De fato é um restaurante diferente do que se encontra pela cidade e fiel a um conceito interessante. E se alguém provar o shitake corre lá na página do Facebook, curte e me diz o que achou. Até a próxima.

Gonzalo
– Avenida Bartolomeu Mitre – 450, loja C, Leblon, Rio de Janeiro – RJ – (21) 3796-3342
Terça à quinta de 12h às 16h e 19h à 1h. Sexta e sábado de 12h à 1h. Domingo de 12h às 18h.

Anúncios

Uma ideia sobre “O retorno ao Gonzalo. Volta por cima nas carnes ururguaias, chorizos e ainda descobri shitakes inesquecíveis!

  1. Pingback: Curtinha: conheça a Hija de Punta, cerva lançada pelo Gonzalo. Lupulada e refrescante! | Gastronomia por Esporte

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s