Fígado de galinha assado: esquece o preconceito e faça essa espécie de patê rústico!

Sei que provavelmente não será meu post de maior sucesso. É comum ver todo mundo torcer o nariz quando se fala em fígado. Mas me sinto na obrigação de passar para vocês esta receita. Quem não curte tem de experimentar. Semana passada, o amigo Moacyr Luz colocou em seu Instagram uma foto deste prato de preparo extremamente simples, mas muito saboroso. Fica tão macio que a ideia é você apreciar quase como um patê. E aí vem a virada: patê todo mundo curte, por que fígado não se são quase a mesma coisa? Então dê uma chance, leia, aprenda e faça em casa!

O fígado em um pedaço de pão fazendo as vias de patê.. Detalhe para a flor de sal que entra com textura!

O fígado em um pedaço de pão fazendo as vias de patê.. Detalhe para a flor de sal que entra com textura!

Você vai precisar do fígado de galinha já limpo. Tempere ele com flor de sal (é o ideal), pimenta do reino, um pouquinho de alho picado, um pedacinho pequeno de pimenta dedo de moça e uns galhinhos de tomilho. Mais nada.

Tudo separado.. Os ingredientes serão misturados nesta mesma vasilha onde está o fígado.. tudo em pouca quantidade... A estrela é o foie!

Tudo separado.. Os ingredientes serão misturados nesta mesma vasilha onde está o fígado.. tudo em pouca quantidade… A estrela é o foie!

Após misturar tudo em uma vasilha, coloque os fígados em uma travessa e ligue o forno bem alto. Se o seu tiver a função grill, na qual o calor vem só de cima, melhor ainda. Coloque no forno e deixe por no máximo dez minutos. A ideia é tirá-lo ainda bem macio a ponto de você poder espalhar em um bom pedaço de pão (lembra da história do patê?). É isso. Mais nada! Se não tiver a função grill, coloque o forno bem alto e fique monitorando. Como disse, a ideia não é cozinhar demais.

Após temperar, coloque os fígados em uma travessa e dali direto para o forno bem quente na função grill..

Após temperar, coloque os fígados em uma travessa e dali direto para o forno bem quente na função grill..

Farei agora rapidamente um mea culpa. Peço desculpa pela foto não ter ficado tão boa. E o curioso que foi a foto do Moa que me atraiu e me fez reproduzir a receita. Estava fazendo o fígado ao mesmo tempo que um risoto, que vai estar semana que vem aqui no blog. Fiquei tão encucado que resolvi fazer outro nesta sexta mesmo e tirei a foto que abriu o post. Ficou melhor!

Prontinho.. Desculpa a foto ruim, mas façam em casa.. Ficou delicioso, quase um patê!

Prontinho.. Desculpa a foto ruim, mas façam em casa.. Ficou delicioso, quase um patê!

Mais informações, como vocês já sabem, sempre no Twitter e no Instagram (@GastroEsporte). Até a próxima! Beijos em todos! Ah! Lembrando que agora o Gastronomia por Esporte também está no Facebook! Cliquem e curtam a página! Por lá vocês vão conferir todas as novidades do blog! http://www.facebook.com/gastroesporte

About these ads

4 ideias sobre “Fígado de galinha assado: esquece o preconceito e faça essa espécie de patê rústico!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s